<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, Agosto 02, 2006

Adeus Atrofio 

Pessoal,

Só pra avisar que me demito e que não voltarei a escrever neste blog. Ao contrário de outros loosers (leia-se, spittelau), não pretendo abrir secretamente um blog pessoal, por isso venho anunciar que os meus pensamentos serão partilhados no http://lonelyfonzie.blogspot.com/

Agradecido pelo carinho que me transmitiram ao longo do tempo,
Fonzie.

P.S. O turkish tem pila pequena.

quinta-feira, Novembro 03, 2005

Holy wood 

Não há ninguém que prenda esta malta? Isto é tudo uma ganda farsa, é fraudulento, é desonesto, e é inacreditável como é que há anormais que vão na conversa. Qual vai ser o próximo objecto?

segunda-feira, Outubro 31, 2005

O OUTRO 

Quem é o outro?! Aposto que todos nós já usámos a expressão: "É assim e assado, como dizia o outro!". Mas a que identidade pertence este título de ser sapiente? Os mais racionais podem dizer "fónix ó Spit, o outro é obviamente algo que se refere a mil e uma pessoas, dependendo da formação do assim e assado que tão genialmente descreveste no teu primeiro exemplo", mas a esses eu devo lembrar que este é o blog do Atrofio, onde a racionalidade é naturalmente irracional (bonito, não é?). Assim sendo, decidi investigar esta misteriosa identidade e como tal decidi utilizar o método mais frequente nesta nossa sociedade internauta (Que termo tão foleiro!!): O Google.
Após uma exaustiva pesquisa que durou aproximadamente 10 minutos, descobri que "O outro" é um tão misterioso ser que em tempos foi mencionado por José Cardoso Pires no seu livro "A balada da praia dos cães"; por Eduardo Cintra Torres numa das suas crónicas; por Jorge Braga de Macedo num dos seus artigos e até por Mamadu Prokigwelu, cidadão proeminente da Nigéria (Vá-se lá saber porquê este não teve direito a link...).
Uma vez que nenhum dos 4 citados me soube elucidar acerca da identidade do outro, optei pelo meu plano de contingência, um image search, onde a primeira página do google dá apenas e só uma fotografia individual, um tal de Simon Baker, que aparentemente entrou em filmes como o “LA Confidential” e “The Ring 2”! Quem diria que o outro era apenas e só um actor qualquer australiano?
O resultado desta investigação foi um bocado desilusão, vou começar a pensar duas vezes antes de usar a expressão...

terça-feira, Outubro 25, 2005

Turkish 

Não sei porque escolhi este titulo para o post, mas foi a primeira coisa que me veio à cabeça quando li estas duas noticias interessantes.

Noticia interessante #1

Noticia interessante #2

Alguem me consegue ajudar a descobrir porque é que o meu subconsciente se lembrou do turkish?

domingo, Outubro 23, 2005

TENHAM CUIDADO....MUITO CUIDADo..... 

Meus caros co-bloggers e rapaziada que costuma comentar (excepto tu tunes...) aqui no Atrofio, o dia de hoje é um dia de risco para todos nós, daqui a 7 dias a mesma coisa, e daqui a 2 semanas idem! Mas vejamos as coisas também pelo lado positivo, ao menos agora sabemos, enquanto daqui a um ano já pode calhar em qualquer dia...
Sim turkish, o "o" pequenino no título foi só para não mandares vir!

terça-feira, Outubro 11, 2005

PROCURA DE EMPREGO? 

Tens conhecimentos de multimédia, gostas de trabalhar com computadores, e preferes uma vida de clandestinidade e com um elevadíssimo subsidio de risco? Então este anúncio pode ser para ti!


quinta-feira, Setembro 29, 2005

CURIOSO... 

Noventa e quatro tribunais considerados deficientes ou com níveis de produtividade muito baixos
Não são os caramelos que lá trabalham que querem fazer greve?!? Ahhhhh! Como já fazem pouco, agora querem tirar férias e passar uns dias a fazer nada!! Podiam ter explicado!!

sexta-feira, Setembro 23, 2005

O que nós estamos a perder... 

OKTOBERFEST

O Leite 

Após quase 3 anos a falar do Leite nos meus (esporádicos) posts, decidi que era o timing ideal para dedicar um post INTEIRO a esse hOmem com "O" grande.
Conheci o Leite (aka Fluffy hair) há cerca de 9 anos, durante uma aula de danças de salão. Ele estava sozinho no canto a chorar. Fui ter com ele e perguntei-lhe se queria ser o meu par. Mas ele deu-me uma tampa. Disse que tava la com um tal "filho de Jaime Antunes". Caguei e andei (não literalmente).
Passados uns anos, o destino fez com que nos encontrássemos de novo na Faculdade, onde frequentámos o mesmo curso. Começámo-nos a dar bem e acho que, ainda hoje, ele nem imagina quem lhe furou os pneus do carro à porta do Jardim do Tabacco.
I was bored. Na altura pareceu-me boa ideia.
Fui eu a dar-lhe a notícia de que ele tinha passado à sua primeira cadeira. Agarrou-se à minha perna, like a dog on Viagra. Ainda lhe estraguei alguns engates (Sorry dude). Mas existem alturas na vida dum gajo, em que o poder da ganza fala mais alto.
O Leite é o nosso mecânico, é o nosso condutor de serviço 100% cool, é aquele gajo que ficou bêbado com uma imperial na marina de Vilamoura (já há uns bons aninhos), é o gajo que se apaixonou por uma árvore nas festas de Ponte de Lima, é o Mr. Telemarketing, o playboy do Valsassina, o amante de espéctaculos de cavalos (interpretem como quiserem), o radical que não gosta de bola e que fuma desde os 7 anos, e, last but not least, é um... MALUCO!

quinta-feira, Setembro 22, 2005

Pedido de desculpas púb(l)ico 

Estava eu calmamente na net a fazer downloads de fotografias dos mamilos da Britney Spears, quando recebi um e-mail do meu grande amigo Fonzie a dizer que havia novidades no nosso mundo bloguista. Gritei "EH CARAPAU!" e, entre olhares reprovadores dos meus colegas de trabalho, começei a ler o novo post (num misto de ansiedade, excitação e vontade do comer Pringles).
Quando acabei (passados 50 minutos, dado o comprimento do post e as minhas frequentes pausas para admirar os mamilos "downloadados"), senti-me atingido. Senti-me decepcionado, apreensivo, desnortiado e perturbado. E um tanto ou quanto atarantado. Passados muitos meses, o meu grande amigo Fonzie, que não é nada teimoso (excepto quando defendia que o Rui Baião ia ser o próximo Rui Costa, que a Lauryn Hill teve uma maior contribuição para o mundo da musica que os Guns n´Roses e que o João Baião era o melhor apresentador televisivo desde o Eládio Clímaco), foi buscar um assunto já resolvido e enterrado, agredindo-me emocionalmente à frente dos nossos 4 "espectadores".
Talvez tenha sido teimoso naquela longínqua noite invernosa. Aqueles que me conhecem sabem que não é usual (nunca tinha usado a palavra "usual" na minha vida). Simplesmente achei que, com um pequeno esforço, poderiamos evitar ficar com fama de devedores, como aquela que o Sporting tem. Peço desculpa. Para a próxima, paga quando quiseres, grande amigo Fonzie.
Ps - já agora, escusavas de ter alertado todo o universo "bloguista" para o tamanho "industrial" dos meus colhões. Não tenho culpa que eles se arrastem.

quarta-feira, Setembro 21, 2005

To be or not to be... teimoso. 

Estava eu muito bem a organizar os papeis de preparação para entrevistas de emprego quando me deparo, na minha secção de defeitos, com o adjectivo "teimoso".

A verdade é que essa palavra deu-me muito que pensar porque intimamente não sinto que o seja, e apenas o digo nas entrevistas porque já mo chamaram meia dúzia de vezes, e porque não é um defeito muito mau e soa sempre bem dizer que tem um outro lado da moeda que é tornar-me persistente na persecução dos objectivos.

Mas... será que sou mesmo teimoso? O que é ser teimoso? Insistir num determinado ponto quando claramente não se tem razão? Como é que se define quem tem razão? E se eu tiver razão, estou a ser teimoso ao manter-me fiel ao ponto de vista mais correcto?

Vamos por partes. Primeiro, tenho que me basear na definição correcta (de dicionário) de teimoso/teimosia:

Teimoso/teimosia - qualidade do que não muda facilmente de opinião ou de atitude; caracteristica do que não desiste facilmente.

Então... serei eu teimoso? Eu diria que de uma forma geral altero a minha opinião com base nas opiniões dos outros, mas posso estar enganado. Pelo menos tenho a forte convicção que frequentemente altero a minha opinião em assuntos sobre os quais sinto que o interlocutor tem mais conhecimentos que eu. Por outro lado, quando acumulo uma grande quantidade de informação sobre um determinado tópico e formo uma opinião, tenho tendência a ser mais inflexível. Mas isso não acontece com todos? Quanto maior a insegurança, maior a flexibilidade... e vice-versa. Serei eu mais inflexível que a média das pessoas? É possível que sim... mas não o sinto.

Mais, como refere o dicionário, a teimosia está normalmente associada a "caracteristica do que não desiste facilmente". Isto é talvez mais o lado da persistência, que eu nas entrevistas digo que tenho mas na realidade duvido muito que tenha. A prova são aqueles semestres todos em que eu começava a ir às aulinhas todas e passado duas semanas não ia nem a uma. Sinceramente acho que isto até é um dos meus grandes defeitos.

A verdade é que o adjectivo teimoso normalmente aplica-se a alguém que está a insistir num determinado ponto mesmo quando para a(s) outra(s) pessoa(s) é evidente que está absolutamente errado. Normalmente o "teimoso" torna-se cego aos argumentos do interlocutor. Serei eu assim?

Vou tentar fazer um flash-back das situações em que me recordo de me chamarem teimoso.

A pessoa que mais vezes o diz é o meu pai, e sempre no seguimento de discussões de futebol. Esta tenho muita dificuldade em aceitar porque o meu pai é de longe o sportinguista com opiniões mais radicais que eu conheço.

Uma outra pessoa que eu me lembro foi o Tunes em relação às discussões sobre o Vale e Azevedo, porque eu defendi aquele cabrão até ao dia em que ele entrou pra prisão. Aqui tenho que dar o braço a torcer, o Tunes tinha razão e eu não tinha. Não quis aceitar que ele roubava o Benfica apesar das evidências... ou seja, fui teimoso.

Acho que também fui teimoso em alguns trabalhos de grupo. Se discordava de alguma ideia e a convicção era forte, insistia várias vezes para tentar convencer os outros. Aqui a minha posição também oscilava consoante o(s) interlocutor(es)... Quanto mais "cromos", mais humilde eu era, e vice-versa.

A ultima vez que alguém me chamou teimoso foi o palhaço do turkish no sr. reis. No nosso ultimo jantar de anos tivemos uma discussão sobre o timing de pagamento da minha fracção do jantar. Eu não queria pagar naquele momento porque tinha que ir levantar dinheiro, porque tava bezano, e porque sentia que tinha confiança com o Sr. Reis para pagar mais tarde naquela noite ou no dia a seguir (eu ia lá buscar a minha aparelhagem no dia seguinte). O turkish não concordou com os meus argumentos e insistiu vezes sem conta que eu tinha absolutamente que pagar naquele momento porque toda a gente já tinha pago, e que por isso tinha que ir imediatamente levantar dinheiro. Sinceramente continuo sem concordar com ele, o que talvez faça de mim um verdadeiro teimoso... Ou será que o turkish é que foi teimoso e apenas reagiu emocionalmente na defesa da namorada que fazia a colecta do dinheiro? Ou fomos os dois teimosos? Como se decide? Eu insisti na minha opinião, e ele insistiu na dele. No final quem cedeu fui eu... fui levantar o dinheiro e paguei a minha fracção. Isso não significa que ele foi mais teimoso que eu? Voltei lá no dia a seguir para ir buscar a aparelhagem e perguntei "sr. reis, falta pagar alguma coisa?", e a resposta foi negativa.

Afinal em que ficamos? O que é ser teimoso? Serei eu teimoso? Estarei na realidade a ser honesto nas entrevistas quando digo que sou teimoso? O turkish será mesmo um insuportável arrasta-colhões e um palhaço de merda? E será mais teimoso que eu?

Se calhar o teimoso sou só eu, mas recordar este episódio com o turkish deixou-me chateado e decidi que a partir de agora já não lhe conto os meus segredos mais intimos. Spittelau, prepara-te porque num futuro muito próximo vais estar em vantagem.

Bem, vou mas é parar com esta amálgama de filosofia e introspecção intensiva porque isto já está a ficar muito semelhante a um post do Mundo da Chapa. Tentem compreender, eu precisava desabafar...

segunda-feira, Setembro 05, 2005

Maria Albertina 

Maria Albertina deixa que eu te diga
Ah... Maria Albertina deixa que eu te diga
Esse teu nome eu sei que não é um espanto
Mas, é cá da terra e tem, tem muito encanto
Esse teu nome eu sei que não é um espanto
Mas, é cá da terra e tem, tem muito encanto

Maria Albertina como foste nessa
De chamar Vanessa à tua menina?
Maria Albertina como foste nessa
De chamar Vanessa à tua menina?

Maria Albertina deixa que eu te diga
Ah... Maria Albertina deixa que eu te diga
Esse teu nome eu sei que não é um espanto
Mas, é cá da terra e tem, tem muito encanto
Esse teu nome eu sei que não é um espanto
Mas, é cá da terra e tem, tem muito encanto

Maria Albertina como foste nessa
De chamar Vanessa à tua menina?
Maria Albertina como foste nessa
De chamar Vanessa à tua menina?

Que é bem cheiinha e muito moreninha
Que é bem cheiinha e muito moreninha
Que é bem cheiinha e muito moreninha
Que é bem cheiinha e muito moreninha


Como é possível a música dos anos 80 ter sobrevivido com letras tão superficiais e como se explica que alguns pseudo-eruditos que cagam a ler enciclopédias do rock não compreenderem essa grave lacuna? Como é que eu explico aos estrangeiros o sucesso desta musica em Portugal? Como é que a Vanessa, filha da Maria Albertina, teve coragem de vir a público?

sexta-feira, Setembro 02, 2005

Não me lembrei de nenhum título sugestivo para este post... 

Estava a pensar numa coisa hoje (o que já não foi mau). Quando eu morrer e tiver o meu cantinho no inferno (ao lado dos meus amigos e do Dias da Cunha), como será o meu aspecto físico nessa altura? Serei careca, como agora, ou terei cabelo, como tive até aos 11 anos? Estarei nu e com uma prostituta romena em cima de mim, como no momento em que morri?
Quando as pessoas morrem, deveriam receber, como recompensa, um DVD com os melhores momentos das suas vidas (como no 'Big Brother'), com uma banda sonora perfeita, em que as músicas se adequam na perfeição a cada "mood". Nos "extras", poderíamos ver entrevistas em que os nossos amigos falavam de nós, e daquela vez que nos apanharam a masturbar ao som de ABBA...
Mas será que existem leitores de DVD no Inferno? Aposto que, enquanto no Céu, eles têm sistemas "home cinema" topo de gama, no inferno, dão-nos daqueles leitores de "marca branca" que se compram por 35 € no Carrefour (perguntem ao Leite onde encontrá-los). Aposto que nem leem MP3. Apre! Devia-me ter portado melhor...

sexta-feira, Agosto 19, 2005



Essa notícia em nada me surpreende Fonzie... Ainda ontem tirei esta fotografia com a câmara do meu telemóvel, à porta do emprego...

Doença das Vacas Loucas? 

Uma vaca foi presa na Colômbia após ser considerada culpada por causar um acidente de viação.

A vaca andava a passear pela estrada quando foi atingida por uma mota conduzida por um elefante amarelo. O elefante telefonou ao seu advogado, uma toupeira especialista em direito criminal, e meteu o processo contra a vaca por andar na estrada em contra-mão.

No final do processo, o juíz do tribunal, um camelo com um peruca branca, considerou a vaca culpada, e colocou-a na prisão municipal bovina.

Espera-se agora a contestação da decisão por parte da vaca. Não percam os próximos episódios, pois existe o rumor de que um gorila de rabo côr de rosa planeia pagar a caução de 1 milhão de bananas.

domingo, Julho 31, 2005

Coincidência? 

Um restaurante de Santiago chamado "Car Crash" teve que fechar porque um carro despistou-se e entrou pelo restaurante adentro. Coincidência? Pelo sim pelo não, se um dia tiver um restaurante, vou chamá-lo "Top Model Orgies". Aliás, para confirmar que corre mesmo tudo bem, é capaz de ser melhor "Owner has orgies with female top models", senão arrisco-me a entrar em orgias com modelos masculinos, ou simplesmente a assistir a orgias sem participar.

sexta-feira, Julho 29, 2005

Diário Matinal do Parasita 

Hoje de manhã acordei para trabalhar. Depois de ignorar durante meia hora os despertadores do meu telemóvel e iPAQ, finalmente decidi sair da cama quando se activou o da aparelhagem e começou a tocar aos altos berros "Feel Good Inc." dos Gorillaz. Estava a iniciar o meu duche de água fria enquanto cantava sole mio, quando para meu espanto deparei-me com um problema dramático: tinha acabado o champô. "Como é possível?! Não me lembro nada de ter acabado a embalagem!" Enrolei a toalha à volta da cintura e fui a correr à procura desse mágico sabão liquido nas outras casas de banho. Nada, nothing, niente, rien, nichts, nicles, népia... enfim, não havia um caralho dum champô na puta da casa, nem mesmo champô para cães ou gatos.

Desesperado, tento ligar ao porteiro para me ir comprar champô mas ele não estava lá em baixo. Então tive que ir a correr à rua com a toalha à volta da cintura (não tinha tempo nem paciência para andar a vestir para depois despir e vestir outra vez). Saio do prédio e vou em direcção à farmácia que está do outro lado da rua, junto à Caixa Geral de Depósitos. Vários carros buzinam, mas curiosamente não reconheço nenhum dos condutores. Quando chego à farmácia, sinto a farmacêutica a olhar para mim como se eu tivesse acabado de chegar de Marte. Antes que ela pudesse dizer alguma coisa, expresso-me com rapidez e eficiência: "Dona Gertrudes, dê-me dois frascos do meu champô sff". Ela franze as sobrancelhas e transforma a anterior expressão de surpresa numa de complacência, respondendo sem medo: "Repare Sr., eu nunca o vi na minha vida, o meu nome não é Gertrudes, e para além disso o Sr. é careca o que torna improfícua a aquisição do referido champô".

Fiquei em estado de choque e deixei cair a toalha. Apanhei-a do chão, voltei a pô-la à volta da cintura, e apalpei o meu próprio escalpe para confirmar a veracidade da declaração. Fixei-me momentâneamente nos olhos da farmacêutica e disse "Peço desculpa, foi engano. Bom dia." Quando caminhava desolado em direcção à porta, ouvi-a gritar "Mas olhe, temos aqui uns bons remédios para a alopécia!". Virei-me em câmara lenta, fiz um manguito, e sugeri cordialmente que ela fosse comer bosta de elefante.

"Não fique zangado comigo..." disse a farmacêutica num tom reconciliador "...a crise bate a todos e nós temos que tentar vender os nossos produtos. Se não quer remédios para a alopécia, deixe-me dizer-lhe que também temos preservativos XXXL para homens dotados como o Sr." Lembrei-me que tinha deixado cair a toalha, e admito que senti um certo orgulho ao ponto de me fazer sorrir e esquecer a desavença anterior. Comprei 10 caixas, e voltei a correr para casa.

Chegado a casa, tomei um duche rápido para tirar a poluição da rua. Vesti o fatinho, pus a gravata cor de rosinha, engraxei os sapatos, comi um Nestum Mel, e fui a correr em direcção à garagem porque já eram quase 9h. Entro no carro, ligo a ignição, e começo a pensar sobre qual será o caminho mais rápido. And then it strucks me: eu não tenho emprego, sou apenas um parasita da sociedade. Regresso a casa, desta vez mais feliz, tiro o fato, volto a pôr o meu pijama dos Gummi Bears, e retomo a rotina habitual das minhas manhãs: sono profundo.

quinta-feira, Julho 21, 2005

Diário Matinal 

Hoje de manhã, quando cheguei ao trabalho, estava aflito para urinar. Dirigi-me à casa de banho mais próxima da minha secretária, mas não me deixaram entrar. Mais ainda. Deram-me um estalo, e gritaram "Vai para a casa de banho dos homens seu porco!". E querem "elas" igualdade de direitos. Prefiro a casa de banho das mulheres porque a) são mais asseadas; e b) porque têm aquele caixote de lixo para eu deitar os meus tampões. Não tive outra alternativa se não enfiar o tampão no bolso do meu casaco. Entretanto fui para a casa de banho dos homens, tranquei-me no "cubículo" sentei-me e li os classificados do Correio da Manhã. Quando acabei aquilo que tinha para fazer (satisfazer as minhas necessidades fisiológicas e guardar os números de telefone de todas as anãs virgens disponíveis para sexo selvagem e desprotegido) voltei para a minha secretária. Já são 10:55, pelo que vou começar a trabalhar. Já me está a dar uma fomeca...

sexta-feira, Julho 01, 2005

PEDRA PAPEL TESOURA! 

Até se compreende, ponham-se na posição dele! Se vocês tivessem o dilema do senhor Takashi Hashiyama se calhar até tinham uma decisão semelhante!
Existem diversas estratégias para sabermos a quem vamos vender determinado activo que possuímos. Por exemplo, podemos convocar os interessados para entrevistas de painel; podemos fazer análises de prós e contras; análises de referências; podemos ter aquela "fezada" (nada a ver com fezes, mas sim com fé) num dos potenciais compradores e por aí adiante!
Mas a mais vanguardista estratégia de decision-making e que está a fazer com que todos os gurus da gestão alterem as suas publicações é nada mais, nada menos que o grande jogo da Pedra-Papel-Tesoura! Pelo menos foi assim que aquele senhor referido ali em cima, o presidente da Maspro Denkoh Corporation decidiu a quem vender a sua masterpiece de arte: Les grands arbres au Jas de Bouffan, de Paul Cézanne e avaliada entre 12 e 16 milhões de dólares!
Sem saber se a vendia à Casa de Leilões Christie's ou à sua concorrente Sotheby's, convocou representantes de ambas as casas de leilões e fez então o teste (A "tesoura" da Christie's ganhou ao "papel" da Sotheby's).
Mas vamos lá a ver uma coisa, a situação parece ridícula, mas se pensarmos bem, esta técnica é:
  1. Muito menos dispendiosa que os métodos tradicionais de decision-making;
  2. Muito mais rápida (Se quisermos o jogo dura só uns dois minutos);
  3. Perfeita para criar relações empresariais de longo prazo (Afinal quem perde é apenas graças à sua nabice na escolha);

Será que o Pedra-Papel-Tesoura vai revolucionar as estratégias empresariais como as conhecemos até hoje? ;)


sábado, Junho 25, 2005

It's all about the penis. 

Estava eu muito bem a ler um website de notícias bizarras (à procura de material para o blog) quando realizei que a grande maioria dos artigos tinham um ponto em comum: o pénis.

Simbolo do poder masculino, a dimensão deste orgão é utilizada como medida de comparação de virilidade. Quanto maior o orgão, mais elevado será o nível hierárquico na sociedade, com repercussões no número de fémeas com as quais o macho poderá copular. No reino animal esta situação só é comparável aos cornos do veado, que curiosamente têm uma relação directa e proporcional com o respectivo grau de fertilidade.

"Então mas quais são as notícias sobre o pénis?" perguntarão os leitores desconfiados.

Bom, a primeira não é muito agradável para os homens. Aparentemente há um rapazito adolescente indiano que começou a ter o "período" pelo pénis. A menstrução é muito regular, aparecendo sempre na 2ª semana de cada mês. Realmente a genética é uma lotaria que às vezes pode dar para o torto, coitado do rapaz. Só espero que ele não fique com o resto das características feminimas: aumento dos seios, irritabilidade, indecisão, fobia generalizada, desequilibrio emocional, fragilidade e dependência afectiva.

Uma outra notícia prende-se com outro rapazito adolescente que também deitou sangue da pilinha, mas apenas uma vez e porque foi mordido por uma tartaruga. Não sei o que é que a tartaruga tinha em mente, nem sei porque é que mergulhadores da polícia estão a realizar uma missão de busca no lago atrás do referido animal, por isso o melhor é evitar comentários.

Continuando a minha odisseia do pénis, encontrei uma notícia que não continha a palavra pénis mas que funciona como adubo natural para o mesmo: Britney Spears está em negociações para posar nua. A má notícia é que a estrela do pop estará grávida, reduzindo ou mesmo eliminando o efeito fertilizante.

Para terminar, uma notícia que também está relacionada com o pénis vem da Venezuela. Grupos femininos estão revoltados com o anúncio de uma marca de cervejas que considerou que a diferença entre a mulher e a amante são 30 quilos, e exigem um pedido de desculpas público. A empresa recusa-se a pedir desculpas, e o porta-voz referiu mesmo apostar que "estes grupos são geridos por mulheres que têm 30 quilos a mais." Isto é cómico demais, só poderia acontecer na América do Sul, mas há que reconhecer a genialidade do marketeer por detrás da campanha. A causa por detrás de tudo isto? O pénis tem preferência por fémeas que tenham um peso dentro de determinados parâmetros.

Como vêem, it's all about the penis.

domingo, Junho 12, 2005

Após quase duas décadas e meia de ateismo, finalmente rendi-me às evidências e tornei-me católico. Ao longo destes anos sempre senti que precisava de um sinal divino, algo que me fizesse acreditar que nem tudo neste mundo é o resultado de uma equação probabilística, e esse sinal chegou.

Mrs. Lawson, uma americana de 55 anos, viu uma imagem de Jesus numa batata frita de pacote. Sigam o link para verem o impressionante detalhe da fisionomia facial de Jesus: a barba, o cabelo comprido, a ausência de boca e nariz, a desproporcionalidade do olho direito... Enfim, uma panóplia de características que sempre associámos a Jesus.

Segundo o artigo, há uns meses atrás outra mulher descobriu a Virgem Maria numa Sandwich torrada de queijo, e vendeu-a no Ebay por £15.000. Procurei a noticia na Internet, e qual não foi o meu choque quando me deparo com uma imagem perfeita da referida garota num pão torrado. Perante estas evidências perturbantes, só não tem fé quem não quer.

O vencedor do leilão da torrada foi um casino online (Golden Palace), o que é engraçado porque segundo esta pastorinha da Florida, desde que descobriu a imagem já ganhou a inacreditável soma de $70.000 num casino perto de casa (Jesus Cristo é bom e justo!). Em declarações exclusivas ao nosso blog, o CEO do Golden Palace explicou a sua estratégia: "A ideia é eliminar este poderoso amuleto da circulação para evitar potenciais prejuízos. É preferível gastar uns $20.000 e guardar o amuleto na nossa sede, do que arriscar que o mesmo vá parar às mãos de um particular que depois venha jogar no nosso casino."

Stanley Ho, preocupado com uma possível descida de $70.000 nos seus $500.000.000 de lucros anuais, esteve perto de fazer uma oferta pela sandwich mágica, mas preferiu colocar um aviso à entrada dos seus casinos "Proibida a entrada de torradas com a imagem da Virgem Maria". Para o design do aviso o magnata da indústria do jogo contratou a mesma empresa que produziu o importante "NO CLIMBING" no edificio Jin Mao - o mais alto da China com 421 metros de altura. A firma especializada em avisos sem nexo tem agora em mãos um novo projecto: um aviso para colocar em urinóis avariados a mensagem "Fora de Serviço". Segundo os seus responsáveis, este é o aviso "mais cómico, audaz e absurdo" que alguma vez fizeram, e esperam com isso conseguir triplicar as vendas anuais.

domingo, Junho 05, 2005

Ditaduras... ditas duras. 

Nasci para ser ditador e isso foi evidente desde a minha concepção. Entrar no óvulo foi tarefa fácil: bastou comandar o exército de espermatozóides para me abrirem um buraco, estenderem o tapete, e lá fui eu cumprir o meu destino ao som de uma banda filarmónica. Dentro da barriga da minha mãe, passada a fase embrionária, ouvi um documentário sobre o Hitler e tentei copiar o seu fim com o que tinha "à mão": agarrei no cordão umbilical, enrolei-o à volta do meu pescoço, e tentei enforcar-me. Infelizmente os médicos toparam o esquema e convenceram a minha mãe a fazer uma cesariana antes que eu pudesse realizar o meu propósito.

Enquanto bebé tinha as minhas exigências: só bebia leite de soja (demorei uns anos a aprender a apreciar maminhas), obrigava os meus pais a levarem-me ao hospital para tratar dos meus ataques de asma, fazia xixi e cócó quando queria e onde me apetecia, entre vários outros exemplos. A minha personalidade ditatorial estava cada vez mais desenvolvida, e era cada vez mais óbvio que estávamos perante um futuro líder mundial.

Durante a minha infância era frequente tentar imitar os meus ídolos: deixava crescer o semi-bigode à moda do Hitler, usava umas botas do exército vermelho iguais às do Stalin, fardas militares cheias de insígnias como o Mussolini e falava a mesma língua do Salazar. Os meus pais não gostavam muito da ideia e tentavam convencer-me a largar a obcessão, até porque saía caro ter que pagar a um sapateiro para me engraxar as botas todos os dias, mas penso que no final foram sensíveis aos meus argumentos ("se voltam a tocar no assunto levam um balázio nos cornos").

Certo dia, já adolescente, toda esta fundação ideológica ruiu como um castelo de cartas. "Porquê?!?!" perguntam os leitores, entusiasmados com a reviravolta nesta minha pequena auto-biografia. E a resposta tem essencialmente dois vectores: primeiro porque comecei a idolatrar líderes democráticos e íntegros como o Vale e Azevedo ou o Alberto João Jardim, e segundo porque ao investigar melhor a vida dos antigos ditadores tive algumas desilusões.

Adolf Hitler, por exemplo, queria que o título do seu famoso livro fosse "Quatro anos e meio de luta contra mentiras, estupidez e cobardice." O editor é que o conseguiu convencer que era um título muito complicado, e por isso vingou "A minha luta", ou o equivalente alemão "Mein Kampf". Mas que raio de título era aquele?! Como é que alguém tão genial na propaganda política podia ter um domínio tão fraco de conceitos base de marketing?! Com aquele titulo o livro nunca teria sido um best seller... e ele nunca teria sido quem foi.

Nessa altura descobri também que o Hitler em adolescente sonhava ser pintor, mas foi rejeitado duas vezes pela Academia de Artes de Viena por "falta de talento", o que lhe provocou um enorme desgosto. Imagino que os responsáveis da Academia se tenham arrependido da decisão, não só por terem potencialmente contribuido para a revolta deste ditador impiedoso, mas também porque é provável que passado uns anos tenham recebido uma visitinha da GESTAPO.

Outras grande desilusão foi o facto de ter lido que o Stalin fez parte do coro do liceu. COMO É QUE ISTO É POSSÍVEL?! STALIN NO CORO?! Foi dificil interiorizar esta ideia absurda, este gigante contrasenso. Descalcei logo as botas e pu-las no lixo, o que por um lado foi positivo porque tinha o mesmo par há vários anos e já não cheiravam muito bem. Mas o problema é que eu não tinha outros sapatos, e durante uns dias tive que me desenrascar com umas barbatanas pés-de-pato que faziam parte do meu equipamento de bodyboard. Até eram giras, e davam-me um certo estilo, mas ficava cheio de bolhas nos pés. Eventualmente consegui convencer o meu pai a comprar-me uns All Star com a bandeira dos Estados Unidos.

Enfim, concluí que, por detrás daquela imagem de líderes carismáticos criada pelas máquinas propagandistas, estavam homens que provavelmente faziam a pedicure, rapavam os pêlos das costas, usavam creme para hidratar a pele da cara, e tomavam banho em àgua de rosas. Aquelas ditaduras, ditas duras, eram na na realidade lideradas por donzelas frágeis e inseguras. O choque e a desilusão precipitaram a minha desistência pela carreira de líder ditatorial.

sexta-feira, Junho 03, 2005

O "Não" à Constituição 

Abordaste um tema interessante e polémico: o "não" à constituição por parte dos franceses e dos holandeses. A verdade é que este assunto é muito complexo, e urge-me partilhar diversos pensamentos ("urge-me"?? what the fuck?!!).

Acima de tudo penso o mesmo que todos vocês: é um caso deveras bicudo. E digo isto com a maior das naturalidades, sem medo de represálias por parte daqueles que não vão gostar daquilo que eu estou a dizer. Já no passado disse o que tinha a dizer sobre outros assuntos, alguns deles tão ou mais delicados que este, e nunca me aconteceu nada, nem a mim nem à minha familia, por isso estou à vontade. Os outros é que deviam ficar caladinhos, porque quem tem telhados de pedra não atira vidros.

Para ser objectivo, devo realçar que o "não" à constituição tem diversas causas e diversas consequências, algumas mais importantes que outras, outras menos importantes que outras, e, imagine-se, outras no mesmo patamar de importância. Mas isso é apenas a ponta do icebergue, os outros 90% estão debaixo d'água. A realidade é que o mundo todo fica indiferente, e por causa disso temos que presenciar diariamente vicissitudes incompreensíveis do quotidiano. Vocês sabem muito bem a que é que eu me refiro, para meio entendedor boa palavra basta.

Tento compreender aqueles que dizem que não pode ser assim, que está tudo mal organizado e que o melhor é tentar fazer as coisas de maneira diferente. Os argumentos são bons, mas o problema vem muito detrás. Pensem bem na origem deste dilema, lembrem-se das principais questões subjacentes à herança sociológica do povo, e vejam se eu não tenho razão. Ponderem bem estas questões antes de tomar a vossa posição porque mais vale remenir do que prevediar.

Isso traz-me ao argumento final: o "não" é uma resposta negativa. Só havia duas hipoteses: "sim" ou "não". Afirmação ou negação. Não havia outro caminho, e a escolha foi pelo ultimo, que representa claramente uma recusa. Quanto a isso não há duvidas, e eu aceito perfeitamente que possa ter sido mesmo assim. Mas isto cheira tudo muito mal, porque a verdade é que a resposta podia ter sido outra e não foi, o que me deixa desconfiado. Aliás, qualquer pessoa minimamente atenta ao que se passa neste mundo ficará desconfiada, e com razão. Termino então com um alerta aos leitores deste blogue: não acreditem em tudo o que vos tentam vender, porque as iludências aparudem.

The post about nothing... 

Não ando inspirado. A vontade de escrever um post tem sido grande, mas no entanto, acabo sempre na sala a ver lutas greco-romanas na RTP memória enquanto como os restos do bacalhau à braz da noite anterior à colherada. Não sei explicar porquê, mas ver RTP memória abre-me o apetite.
Menti há pouco. Não gosto de cenas de pancadaria, a não ser que envolvam jogadores do Sporting e agentes da PSP. Nesse caso torço sempre pelos "azuis".
Alguém viu os New Order no Super Bock Super Rock? Alguns problemas técnicos e os quilos a mais dos membros do Grupo foram insuficientes para retirar a magia da actuação. Ouvir ao vivo obras de arte como o "Blue monday", "Bizarre love triangle", ou o "Love will tear us apart" (dos Joy Division) deixa os pelos de qualquer pessoa em pé. A não ser a alguém que não tenha pelos. Ou então alguém que não goste de New Order. Esqueçam o que eu disse.
Por último queria dar a minha opinião sobre o "não" da França e da Holanda à constituição europeia... Eu acho que *algum texto em falta*.

terça-feira, Maio 31, 2005

Guess who's back... back again. 

Caros leitores, depois duma pacata viagem de 1 mês pela China, estou de regresso. Imagino que estejam todos cheios de saudades das minhas intervenções, e que tenham sofrido com o óbvio decréscimo de qualidade no blog desde a minha ausência. Posso assegurar-vos que essa época deprimente acabou, e que agora se inicia uma nova era gloriosa sob o meu comando.

Por falar em era gloriosa, quero publicamente felicitar o SLB pelo campeonato conquistado. O dominio ao longo de todo o campeonato foi avassalador, e foi evidente desde o inicio que nenhuma equipa tinha argumentos para competir com o Benfica para o 1º lugar. Quero também aproveitar para desejar boa sorte ao Sporting para a manuntenção na Superliga 2005/2006. Sem o Liedson vai ser dificil ficar nos 15 primeiros, mas acredito que talvez consigam. Só precisam de alguma sorte e mais uma época com 20 penalties assinalados a favor.

Ontem telefonei ao meu amigo Dias da Cunha e disse-lhe "Olha lá António, tens noção que para o ano vais descer de divisão?". Ao que ele respondeu "Eeerrr.... eeehhhh.... eeerrrr.... Não fomos campeões este ano por causa do sistema! Eerrr.... E se descermos para o ano... Eeerr... será por causa do sistema! Eeeerrr.... ". Ainda pensei que por engano tinha ligado ao meu pai - porque os argumentos facciosos e os sintomas de alzheimer são semelhantes - mas olhei para o ecrã do telemovel e lá estava a chamada feita para "Lagarto Palhaço". Ainda hesitei durante uns segundos sobre se também tinha posto esse nome para o meu pai, mas depois fui ver à lista e tinha mesmo em "Pai".

Foi então que resolvi ir ter com o meu pai à sala e perguntar-lhe "Pai, então o SLB grande campeão...", ao que o meu pai respondeu "Eerr... foram os árbitros... eerrr... e azar no derby. Eeerr..." Continuei na duvida sobre se uns minutos antes tinha falado ao telefone com ele ou com o António. O melhor é esquecer. No fundo os lagartos são todos iguais.

sexta-feira, Maio 06, 2005



Poderá não ser má ideia irmos para a praia no fim de semana do concerto. Quem sabe se não acabamos a fumar uns charutos com Jack & Company?

quinta-feira, Maio 05, 2005

Say No to the Blow! 

Link
Leiam esta notícia publicada no Correio da Manhã (where else?) no dia 28 de Abril:

"É a primeira mulher a ser condenada por estupro na Noruega. Um tribunal da cidade de Bergen considerou que a jovem arguida fez sexo oral com o queixoso contra a sua vontade e condenou-a a nove meses de prisão e ao pagamento de uma indemnização de quase cinco mil euros.

A violação aconteceu em Janeiro último. O queixoso deixou-se dormir no sofá da casa que a amiga divide com o namorado depois de uma refeição bem regada. Acordou, de repente, e viu que a amiga lhe estava a fazer sexo oral. Ele não queria, não gostou e apresentou queixa no tribunal.Perante o juiz, a ousada amiga, de 23 anos, começou por negar tudo. Mas depois, perante as provas apresentadas - a cueca do queixoso e o exame ao pénis - acabou por admitir o acto sexual, mas jurou que não fora contra a vontade do amigo. "Ele não estava a dormir. Esteve acordado o tempo todo e até sorriu", assegurou.A vítima, porém, rejeitou essa versão. Não queria ver-se naquela situação, que, aliás, o afectou muito. A insónia tem sido, desde então, sua companheira, já não consegue encontrar prazer no sexo e, pior, perdeu a confiança nos amigos.O juiz foi inflexível. Tratou-se de violação porque foi um contacto sexual indesejado, declarou. E estipulou a sentença: nove meses de prisão e indemnização de 40 mil coroas. A jovem vai recorrer."

Moral da história: arranjem amigas norueguesas!

sábado, Abril 23, 2005

London Calling 

É verdade. Finalmente vou voltar à cidade onde nasci. Por isso, peço aos (cerca de 4) visitantes deste blog que não desesperem na minha ausência... vou estar fora apenas 5 dias (Terça a Domingo). Ainda disse ao Fonzie para vir, mas ele disse "Não man, tou numa onda mais pacata, por isso vou um mês para a China", ao que eu respondi "Chaval! podes ir à China qualquer fim de semana da tua vida! Ir a Londres é uma once in a lifetime opportunity...". Ele calou-se uns segundos, fez-me um manguito, calçou os patins em linha e foi-se embora.
Só foi pena ele não ter visto a velhinha.

domingo, Abril 17, 2005

Há noites assim... 



Hoje tive uma noite estranha.
Estava no carro, após um serão romântico em casa da minha namorada, quando ouvi, vindo do banco de trás, um suspiro.
Foi então que olhei, pelo retrovisor, e vi um Lepricon sentado (sem cinto).
Enquanto o dito cujo acendia um cachimbo, olhou para mim e disse: "Chiça! Hoje custou a entrar...".
Fiquei supreso.
Pensava, até aquele momento, que a minha noite de sexo tinha corrido bem e que o facto de o meu Zé Bernardo não ter entrado à primeira tinha passado despercebido.
"Vai mamar na quinta pata do bói, seu Lepricon mal cheiroso!", respondi eu. Demorei uns minutos até me aperceber que ele provávelmente se referia ao Benfica-União de Leiria.
Passados mais uns (desconfortáveis) minutos, ele pediu-me boleia para o Lux. Hesitei em levá-lo, ate porque o meu carro já estava na reserva, mas acabei por ceder.
No caminho, falámos um bocado sobre a subida de preço do petróleo e sobre o efeito que essa ascensão estava a ter na (des)valorização do meu fundo de acções da Europa do Leste. Quando dei por mim já estavamos no Lux. A fila para entrar estava pequena por isso decidi tentar a minha sorte, até porque o Adolfo (o porteiro) estava à porta. Mas ele acabou por barrar-me. Perguntei porquê, e ele disse-me que, vestido com um fato do homem aranha, não iria entrar em nenhuma discoteca em Lisboa. Aconselhou-me a tentar a minha sorte na Margem Sul. Ainda me deu um calduço e ameaçou enfiar as minhas barbatanas pelo meu traseiro acima, se eu voltasse a chamá-lo Adolfo.
O Lepricon encontrou umas amigas à porta e lá entrou, ainda por cima sem pagar. Decidi vir-me embora.
Mas foi já em casa que me deparei com a situação mais estranha da noite. O Leite estava a dormir na minha cama. Vou para o sofá da sala. Boa noite.

Ps- Tirei uma fotografia do Lepricon (acima exposta). Peço desculpa pela má qualidade da imagem, mas foi tirada em andamento e com a câmara do meu telemóvel.

sábado, Abril 16, 2005

Cocktail MoleTouF... 

Há umas semanas deparei-me com este artigo muito interessante, e de imediato percebi que era "atrofio material" (nota: esta expressão carece leitura em inglês). O conteúdo da notícia é hilariante, e para melhorar a situação está mal escrita.

Vamos por partes. Segundo o jornalista, existe uma tendência recente entre os jovens para tomarem um cocktail de "Viagra, ecstacy e Red Bull", o que a longo prazo provoca impotência. A Sociedade Portuguesa de Andrologia referiu que há cada vez mais jovens a queixarem-se de falta de desejo sexual nas consultas de andrologia.

Thoughts/comments:

1) Nunca experimentei o cocktail em questão, e não parece que alguma vez na vida o vá fazer.
2) De forma isolada nem sequer experimentei 2 dos 3 ingredientes (podem tentar adivinhar).
3) O facto de haver gajos em Portugal a perder desejo sexual é bom, aumenta o meu mercado potencial de babes. Elas sabem que impotência não é um problema aqui com o fonzie, e por isso acredito na inevitabilidade duma larga fatia das mulheres portuguesas recorrerem aos meus serviços sexuais no futuro (hmm... serviços?).
4) Penso que o cocktail não provoca impotência, mas sim uma progressiva "apaneleirização". Daí a falta de desejo por mulheres.
5) Não sabia que a especialidade da pilinha era a andrologia. Como é que se chamam os médicos? Andrólogos? Parece um palavrão. Da próxima vez que tiver a conduzir e um fogareiro fizer as do costume vou buzinar e gritar "VAI PÓ CA***** Ó MEU GANDA ANDRÓLOGO!". O que tem piada, porque tou simultaneamente a mandá-lo para o instrumento sexual e para a especialidade médica do mesmo.
6) Fui ao site da Sociedade Portuguesa de Andrologia e constatei com felicidade que uma das noticia de destaque é a de que a linha SOS Dificuldades Sexuais já atendeu mais de 13 mil chamadas desde 1999. Isto provocou na minha pessoa um sentimento intenso de querer ligar e fazer um "prank call" (nota: esta expressão também carece leitura em inglês). Algumas sugestões para o que devo dizer?
7) E reparem na genial sondagem que está em curso no site:

Acha que a música é uma forma de terapia no tratamento da Disfunção Eréctil?
1 - Sim.
2 - Não

O resultado aponta incrivelmente para o "sim" a rondar os 60%! Bem, eu diria que depende da musica. Imagino que ouvir Marylin Manson não ajude mto... Mas eu sou apenas um leigo na questão.
8) O titulo do artigo é "EFEITO NOCIVO", referindo-se ao cocktail das 3 substâncias. Quem diria...
9)
"A mistura é explosiva, mas o paraíso que provoca é apenas momentâneo."
Quem aposta que o jornalista já experimentou? Eu meto 10 euros como "sim", quem mete como "não"?
10)
"A Sociedade diz que a culpa é em parte da Internet, mundo onde estes medicamentos de prescrição obrigatória estão acessíveis, sem qualquer tipo de controlo."
O ecstacy é um medicamento de prescrição obrigatória? Está acessivel na Internet?!
11)
"Todos os dias ao abir o e-mail encontram-se ofertas quase irrecusáveis de viagra, a preços reduzidos."
Ainda querem apostar?
12)
"o que faz muitos homens dispensar uma ida à farmácia ou mesmo ao médico"
. Querem mesmo?
13)
"Até os que não sofrem de qualquer problema a nível sexual acabam por ser seduzidos e experimentar apenas pela curiosidade."
De certeza?
14)
"Em Portugal, a própria lei não permite que os medicamentos sejam vendidos pela Internet, mas os sites internacionais estão apenas à distância de um clique."
Pensem bem...
15) Acho que ainda tou bezano d'ontem.
16) Desculpem o texto longo.
17) Milks, boa viagem até madrid.
18) Gostei imenso do meu jantar de despedida. Vou ter saudades vossas.
19) Obrigado por teres aparecido no jantar milks.
20) Este é só mm para atingir um número redondo de comentários.

sexta-feira, Abril 15, 2005

I (don't) want you back! 

Link


"A música «I Want You Back», lançada há mais de 35 anos pelos Jackson Five, foi a eleita a melhor para dançar, pelo menos é o que revela esta sexta-feira um estudo realizado na Grã-Bretanha."

Indubitavelmente um MUST em qualquer pista de dança do mundo. Superado apenas pelo "Mamma Mia" dos ABBA e pelo "Step by Step" dos New Kids On The Block"!

Mas há que admitir... O cabelo deles é bem cool...


URINOL - THE COMEBACK 


robo_urinal
Originally uploaded by Spittelau.

A primeira grande discussão deste blog foi sobre até que ponto é que um urinol proporcionava um serviço ao seu utilizador. Foram discutidas definições da OMC, estabelecidos paralelismos com prostitutas e muito mais (para verem - just scroll down this page).
Hoje, enquanto navegava alegremente pela net encontrei-a.
A inegável prova de que se o Urinol não proporciona serviços, pelo menos está a caminho disso!

Mas uma coisa vos digo.... Se alguma veza vier a encontrar um destes eu é que não quero ficar com o fecho preso!!


domingo, Abril 10, 2005

(Away from) Home (not) Alone. 

Um antigo cozinheiro do Michael Jackson disse ontem em tribunal que em 1991, quando trabalhava no Neverland Valley Ranch, viu o famoso cantor colocar a mão por dentro das calças do Macaulay Culkin enquanto o segurava para ele poder chegar aos comandos do jogo de arcade "Thriller". Segundo a noticia, e mantendo o original para evitar imprecisões na tradução: "he could see that Jackson's hand appeared to be grasping Culkin's crotch from inside the front of his shorts". O cozinheiro declarou ainda que, quando entrou no quarto e se deparou com a situação, quase deixou cair as batatas fritas que trazia.

Comentários:

1) O Macaulay tinha 11 anos quando isto aconteceu, ou seja devia ter uma pilinha relativamente pequena (duvido que, como eu, já tivesse 30 cm nessa idade).
2) Felizmente estes acontecimentos não tiveram impacto aparente na vida do Macaulay. Até parece que ele quase destruíu a sua promissora carreira de actor com um interregno de 9 anos, ou que se meteu nas drogas até torrar a guita toda.
3) Ainda bem que as batatas fritas não chegaram a cair ao chão.
4) Afinal chego à conclusão que o Macaulay Culkin não era tão bom como eu pensava a tratar dos "maus" quando estava Sozinho em Casa (ah ah!). E eu que sempre sonhei ser igual a ele... A partir de agora vou deixar de berrar cada vez que ponho after shave.
5) A realidade é que o Michael Jackson até estava a ser querido com o puto, ajudando-o não só a jogar ao Thriller, mas também introduzindo-o a técnicas avançadas de masturbação com as calças vestidas (nós todos sabemos como isso é dificil).
6) Ainda bem que as batatas fritas não chegaram a cair ao chão.
7) Será que as batatas fritas tinham Ketchup?
8) Se não tinham, será que o Michael Jackson passado uns minutos perguntou ao Macaulay Culkin "queres Ke-eu-te-chupe?".
9) Que género de batatas fritas seriam? Normais? Rodelas? Palitos? Pacote?
10) Seja como for, ainda bem que as batatas fritas não chegaram a cair ao chão.

quinta-feira, Abril 07, 2005

Proud to be Bald 

Apresentam-se, de seguida, 10 vantagens de ser calvo (calvum em latim):

1) Nunca temos bad hair days: apenas no hair days;
2) Permite que as pessoas à nossa volta se possam observar no reflexo das nossas cabeças (ou seja, tornando-se substitutas perfeitas para aqueles mini - espelhos de mala que o Leite costuma ter no bolso);
3) Não corremos o risco de ficar com merda de pombo entranhada no cabelo;
4) ... nem pastilhas elásticas;
5) ... nem queijo philadelfia;
6) Temos menos uma parte do corpo que se possa incendiar;
7) Não corremos o risco de ter uma crise de meia idade e achar que pôr tubos inteiros de gel no cabelo é fixe;
8) A cabeça torna-se um óptimo sítio para apontar recados/informações importantes:
-Adolfo: "Oh Zé!!! Onde é que escreveste o número do restaurante?"
-Zé: "Tá na careca do Valente!";
9) Faz com que nos tornemos mais rápidos em provas de atletismo, natação, ou mesmo a fugir daquela miúda especial que acabamos de apalpar no Olá - Love to Dance;
10) Ficamos mais parecidos com o Alberto João Jardim.

Fiscalucinação 

Desde a passagem da Ferreira Leite pelo Ministério das Finanças temos visto de tudo no fisco português: notificações a pessoas que já morreram, duplicação de facturas, atrasos absurdos nos pagamentos, etc. Mas desta vez bateu mesmo no fundo. Uma menina de 10 anos foi notificada a pagar contribuição autárquica sobre a casa que herdou da mãe que morreu no ano passado. Já não bastava a dor de ver a mãe morrer, ainda tem que lidar com a dor de ter o fisco à perna quando não tem rendimentos e apenas 22 euros de abono de familia. Uma infância dramática, comparável apenas à do Harry Potter antes de se mudar para Hogwarts.

Smelly TV 

Link
"A japonesa Sony está a desenvolver um aparelho de televisão que permite aos telespectadores não só ver mas também cheirar o que é transmitido, noticia esta quinta-feira o tablóide britânico The Sun."

E agora, quem é que irá manter a televisão ligada na Sport TV quando entrar o Mantorras na sala do flash interview a seguir aos jogos?

quarta-feira, Abril 06, 2005

New Order em Portugal a 28 de Maio 

Para aqueles, como eu, que apenas no século XXI descobriram as delícias musicais oriundas da cidade de Manchester na década de 80 (aquela brilhante fusão entre o rock, punk e o disco, que ainda hoje em dia nos deixa arrepiados no Lux) existe uma oportunidade de recuperar o tempo perdido na edição de 2005 do Festival Super Bock Super Rock, onde os New Order irão actuar no dia 28 de Maio, precisamente uma semana após concerto do Jack Johnson no Coliseu dos Recreios. Dos good vibes do surfista/músico/realizador para a onda electrizante de um dos pioneiros do electro-pop, no espaço de 7 dias apenas. Caturreira!

terça-feira, Abril 05, 2005

Last Goodbye 

Apesar de não ser Católico, eu respeitava o Papa. Acho que foi um bom homem (apesar de preferir NÃO ver a imagem dele morto, de 5 em 5 minutos, na televisão, em jornais, e nos restantes meios de comunicação). Por isso aqui vai a minha última (e primeira) homenagem ao Papa João Paulo II. Aqueles que me conhecem sabem que isto vem do coração! :)

Ps - será que o "Papa-Mobile" está à venda no e-bay?


segunda-feira, Março 28, 2005

Heróis do Mar! 

Link
"O programa de humor da SIC «Os Mini Malucos do Riso» foi o mais visto de domingo pelos telespectadores portugueses, conseguindo os níveis de audiência mais altos do dia, revelam dados da Martkest esta segunda-feira. "

Há dias em que acordo de manhã e adoro o meu país. O clima, o mar, as esplanadas à beira do rio Tejo, o Bairro Alto, o Guincho, o glorioso Sport Lisboa e Benfica, o marisco, o cozido à portuguesa, o Fado, o Lux, a Costa Alentejana, o Minho, as noites algarvias, as mulheres (ai as mulheres...) Podia continuar durante horas... Mas há um bicho que anda por aí à solta em Portugal que acaba por "borrar a pintura", bicho este vulgarmente denominado por "Tuga", que cospe no chão, arrota em público, buzina ao carro da frente assim que o sinal fica verde, não perde um concerto de Tony Carreira, se revolta com a ideia de haver portagens nas SCUT (ui...), que publicita os seus problemas de saúde aos outros "tugas" no autocarro e ... que vê os "Mini Malucos do Riso" todos os domingos...

Ps - Refira-se que a segunda posição da referida tabela foi conquistada pela TVI com o directo do reality show «Quinta das Celebridades» que alcançou uma audiência média de 11,6%. Elucidativo...


domingo, Março 27, 2005

Jurassic Park 

A teoria que sustenta o Jurassic Park é a possibilidade de encontrar DNA de dinossauros preservado ao longo de milhões de anos, e com isso conseguir reproduzir estes monstros através da incubação em répteis da actualidade. Esta hipótese foi sempre muito criticada pela vasta maioria dos paleontologistas por considerarem impossível que uma amostra de DNA consiga manter-se intacta durante tanto tempo.

Agora a teoria ganhou novo fôlego com a descoberta de tecidos celulares (particularmente vasos sanguíneos) de um Tyrannosaurus Rex que viveu há cerca de 70 milhões de anos. Segundo o artigo, estes tecidos celulares foram encontrados porque o fémur do dinossauro se partiu enquanto estavam a retirá-lo do local. O mais provável é que não consigam sequenciar o DNA do animal, mas pelo menos deverão ser capazes de identificar algumas proteínas que podem dar pistas importantes sobre a vida destes animais. No futuro, quem sabe, o conceito do Jurassic Park poderá tornar-se uma realidade.

O famoso paleontologista norte-americano Ross Geller liderou a recuperação dos ossos deste dinossauro, e em declarações exclusivas ao blog do atrofio confidenciou: "I'm very happy and I feel totally accomplished. From now on, Chandler Bing is the only one with a weird and useless job". Ao que Chandler reagiu "Shut up man! That is so not true! If I don't input those numbers... it doesn't make much of a difference". E foi-se embora cabisbaixo.

quinta-feira, Março 24, 2005

That's my snail! 

Óbviamente que o inconsequente informático do Ze Turkish teve que vir a casa do consequente informático Paco Pepe Pausas Jr. porque de outra forma não teria conseguido anexar a fotografia.

Spit, a noticia dos caracóis é uma delicia. E o pormenor dos psicólogos considerarem filmes em DVD como "alimentação intelectual" é genial. Aposto que são filmes hollywoodescos muito profundos tipo Rambo, Rocky, Terminator, Home Alone, etc. Só espero que não lhes enviem outros tipo Alien, Star Wars, ou documentários sobre os desastres do Columbia e do Challenger, senão eles vão-se querer ir embora. Fica no entanto a questão: se um deles atrofiar e quiser embora... como é que ele foge? Quem é que o vai buscar?

AND SO WE'RE BACK 

O Atrofio está a voltar! Entretanto comecei a andar por outros mundos mas agora volto para aqui para atrofiar outra vez!
Enquanto estivemos silenciados perdemos alguns tópicos que seriam dignos de ser comentados como foi o caso das eleições ou do facto da NASA ter enviado 50 caracóis para o espaço!
Vendo bem as coisas, o Atrofio deve ser dos mais antigos blogs que ainda estão activos, já cá andamos desde Dezembro 2003, só é pena é no espaço de 16 meses só termos escrito em 7 deles!
Enfim, as coisas estão a voltar, até o inconsequente informático do Ze_Turkish já sabe meter fotografias na net! Fantastisch!
Meus caros....Só vos tenho a desejar uma boa páscoa

Image hosted by Photobucket.com


Spittelau and his Sisters 



É comovente ver o que um irmão faz para fazer as irmãs felizes na Páscoa... felicito-te Spittelau! És um grande homem!

quarta-feira, Março 23, 2005

Crianças em Perigo 

A DECO fez um estudo sobre a segurança dos parques infantis, e na minha opinião as conclusões são completamente enviesadas e tendenciais, concentrando-se apenas no ataque aos pobres proprietários, e com uma argumentação muito demagógica. Senão vejamos os principais:

1. "Encontrámos baloiços com uma distância de dez centímetros em relação à vedação"

Sinceramente até acho uma boa ideia. As crianças podem fazer uns jogos em que saltam do baloiço e tentam passar por cima da vedação, o que estimula a competitividade durante os recreios. Até se podia colocar um professor do outro lado da vedação a tentar agarrar os putos, evitando-se assim o perigo que podia resultar da respectiva queda. Mesmo sem ser em jogos, as crianças podem recorrer a este truque para fugir da escola e ir comprar tabaco. E reparem, isto tudo incentiva o exercício fisico, algo que tem sido muito negligenciado nas novas gerações.

2. "assentos de madeira ou borrachas partidos com partes de metal (parafusos por exemplo) não protegidos"

Também não vale a pena tentar empolar esta situação. Um parafusozito nunca fez mal a ninguém. Aliás, são muito úteis para tarefas de carpitantaria e similares. E assim as crianças podem desde cedo começar a praticar o manuseamento destes items.

3. "Muitas das multi-estruturas que inspeccionámos estavam inseridas em pavimento rígido, a legislação não permite, tem que ser superfícies que absorvam o choque em caso de queda"

Agora querem um chão de algodão?!?!?! Chão é chão! Se cair, dói... Lei da vida. As crianças devem aprender que se cairem, o resultado é dor. Senão não têm incentivo para parar de cair! Devido a este espirito ultra-protector, podemos estar a criar as condições para que no futuro os homens estejam constantemente a cair ao chão, com consequências nefastas evidentes na produtividade laboral.

4. "madeiras partidas, falta de guardas-corpos, falta de corrimãos"

Hmm... Este nem vale a pena comentar. É pura demagogia! Se repararem eles tentaram juntar 3 argumentos numa só frase, para confundir os receptores da mensagem. Muito cuidado com este tipo de vigarices. Além disso, porque raio é que eles quereriam "guarda-corpos"?! Para esconder os corpos das crianças que morreram a tentar saltar a vedação??

BAH! FORA A DECO!

terça-feira, Março 22, 2005

Dr. Love 

Link
"Hans-Werner Bierhoff, da Universidade Bochum, alega que para um casal ser feliz
é preciso que cada crítica seja seguida de cinco elogios. Segundo o cientista,
se a fórmula for seguida à risca a relação amorosa será duradoura e feliz."

Felizmente, já vivi diversas experiências amorosas ao longo da minha vida. Umas mais felizes do que outras, umas mais duradouras do que outras e umas tendo mais cabelo do que outras... Não sou um expert, mas sei o suficiente para alegar que o Hans-Werner Bierhoff deve perceber tanto de amor como a estátua do Eusébio:

Marido: És um aborto ambulante!

Mulher: O que?!?!?

Marido: Mas tens boa capacidade de síntese, tens mãos macias, falas bem francês, fazes uma boa lasanha e compras o meu papel higiénico preferido!

Mulher: És um fofo...


The return of the Turkish 

Sei que tenho andado desaparecido deste mundo bloguista, mas confesso que passar 10 horas por dia ao frente do computador, por motivos profissionais, retira-me qualquer vontade de chegar a casa e ligar de novo o dito cujo. Mas já o velho ditado popular dizia... Não há duas sem três! Ou será que me enganei no provérbio?...

Muita coisa se passou desde de a minha última intervenção: eleições (nos EUA e em Portugal), muitos bons amigos meus terminaram os respectivos cursos (estando outros em vias de acabar), o Leite comprou uns ténis (ou ainda não?)... Mas agora há que deixar o passado de parte e comentar as actualidades.

Primeiro de tudo queria falar sobre o Liedson (aquele que resolve) e que decidiu, na antevéspera de um derby entre o SCP e o FCP (óptimo timing), comentar durante uma entrevista ao Globo que não pretendia prolongar o seu vínculo contratual com o Sporting, querendo dar o salto para um clube com dimensões maiores para lhe facilitar a chegada à selecção brasileira. Primeiro de tudo, não percebo porque é que estes jogadores brasileiros gerem a carreira em função das (reduzidas) possibilidades de algum dia chegarem à selecção... E segundo, será que é desta que os adeptos do Sporting vão abrir os olhos e perceber que, por muito bom futebolista que o Liedson seja, que os valores humanos dele não atingem os standards mínimos necessários para se jogar numa instituição desta dimensão? Já se rebaixaram quando o Jardel fez birra e não queria voltar, não o façam outra vez com o Liedson, se é que pretendem ser respeitados por quem quer que seja (o Paulinho não conta!).

Por último, queria apenas recomendar que vejam o filme Sideways. É um filme simples, com um enredo simples, com uma banda sonora simples, mas que me proporcionou um grau de satisfação muito superior à grande maioria dos filmes que tenho visto no cinema ao longo do último ano. Faz-nos rir, fez o Leite chorar, obriga-nos a pensar, e dá-nos vontade de voltar a ver o filme em DVD. Delicioso...

Até à próxima jovens.

segunda-feira, Março 21, 2005

Guns & Pistols 

O suspeito do recente homicídio dos dois agentes da PSP na Amadora, detido ontem pela PJ, tinha guardado no seu esconderijo um autêntico arsenal bélico. Foram encontradas várias Kalashnikovs, Snipers (não os homens, as armas), M16, UZI's, Desert Eagle .50 e Glocks. Segundo os agentes envolvidos na operação, a Desert Eagle nunca tinha sido vista em Portugal, e a Glock é considerada a pistola mais moderna do mundo.

Quando li esta notícia vários pensamentos me assaltaram... Mas antes de os partilhar é justo enaltecer a minha genialidade porque consegui empregar uma expressão ligeiramente poética e ao mesmo tempo alinhada na perfeição com a temática em análise. De notar, no entanto, que este "assalto" dos meus pensamentos foi executado sem recurso a armas ou qualquer outro tipo de coacção física ou psicológica.

Bom, vamos aos pensamentos. O primeiro foi uma imagem muito desagradável do obeso do Michael Moore no seu sólido documentário Bowling for Columbine, particularmente quando ele evidencia a facilidade com que se adquirem armas nos Estados Unidos. Vamos imaginar que este balofo era português e que se chamava Miguel Maais (ha ha!). Ele até poderia escrever um guião para um documentário chamado "Bowling na Amadora", e depois... eerrr... ah, não... esqueçam... o guião nunca chegaria a filme por falta de fundos... e ainda por cima acho que não há nenhum bowling na Amadora. Mas ok, vocês perceberam a minha ideia, apesar da imperfeição do thought experiment.

O meu segundo pensamento foi "o bacano deve adorar o filme Snatch". Talvez poucos de vós tenham tido a mesma perspicácia que eu ao ler a notícia, mas a Desert Eagle .50 está presente numa das partes mais memoráveis do filme, com o Vinnie Jones na pele de Bullet Tooth Tony:

"So, you're obviously the big dick. And there on either side of you are your balls. There are two types of balls: there are big, brave balls, and there are little, mincy faggot balls.
Now dicks have drive and clarity of vision, but they're not clever. They smell pussy and they want a piece of the action. And you thought you smelled some good ol' pussy, and have brought your two little, mincey, faggot balls along for a good ol' time. But you've got your parties muddled up. There's no pussy here- just a dose that will make you wish you were born a women.
Like a prick, you're having second thoughts. You're shrinking... and your two little balls are shrinking with ya. And the fact that you've got "Replica" written on the side of your guns. And the fact that I've got "Desert Eagle .50" written on the side of mine, should precipitate your balls into shrinking, along with your presence. Now fuck off!"


O meu terceiro e último pensamento foi para a Glock Corporation. Vou escrever um email a felicitá-los pelo fabrico da pistola mais moderna do mundo. Estou mesmo muito feliz e emocionado. O mundo fica mais seguro porque todos podemos comprar uma Glock para nos protegermos dos maus. Aqui fica registado o meu verdadeiramente cínico e sinceramente hipócrita "obrigado".

P.S: Um agradecimento especial também ao Sporting por ter permitido ao SLB isolar-se ainda mais na tabela classificativa. Espero que passado 10 anos este seja finalmente o ano da águia...

terça-feira, Dezembro 21, 2004

OS HOMENS DO PRESIDENTE
Para aqueles que, como eu, gostam da série em epígrafe, e que já passaram noitadas quase em branco porque a TVI decidia começar a dá-la por volta das 3:00 a.m., tenho a boa notícia que o AXN, canal 34 da TV Cabo, vai começar a passar a dá-la às 20:30 de todas as quintas-feira. Finalmente, vou ficar com menos olheiras!!



sexta-feira, Dezembro 10, 2004


Pelo posts anteriores já devem ter percebido que eu não tenho a generalidade dos Americanos em muito boa conta, digamos que acho que eles têm atitudes, no minimo....estranhas, ok, atitudes imbecis. Sigam este link da Fox News para lerem um artigo sobre uns paizinhos que decidiram fazer greve...dos seus próprios filhos...porque eles não lhes têm respeito. Behold the American Way! Em seu máximo esplendor...

terça-feira, Dezembro 07, 2004

Uma vez que a nossa inspiração anda pelas ruas da amargura, e uma vez que existe a necessidade de postar, fica aqui um vénia de feliz aniversário ao Paco Pepe Pausas Jr.

terça-feira, Novembro 23, 2004

Há sites de clubes de Futebol em que somos capazes de demorar um ano para descobrir a informação que procuramos, outros são acessíveis e outros, para além de acessíveis são demasiado detalhados!
Como participante do Fantasy Football da uefa.com, quis saber se o Pizarro do Bayern de Munique tem jogado. Quando fui ao site do clube procurei essa informação nas fichas dos jogadores, não descobri directamente as estatísticas, descobri, porém, que ele é casado com uma tal de Karla Salcedo, tem 2 filhos, é tímido, honesto e adora a diversão, para além de ter como lema "Aprender com os próprios erros!" . Serei só eu a achar esta ficha de jogador estranha?
Link para a ficha do Pizarro

sábado, Novembro 20, 2004

Acabei de ver na RTP a reportagem sobre a "greve aos TPC" proposta por dois pseudo-especialistas que acham que as crianças portuguesas estão sobrecarregadas com trabalhos de casa...

Um dos putos que falou para a reportagem dizia que "o fim-de-semana é para estar com a família". Das duas uma, ou este é um puto altamente vanguardista que vai fazer os trabalhos de casa para um café, ou então é um puto com complexos de ser puto e que como vê os paizinhos a não levarem trabalho para casa então acha que isso é que é! (Na minha opinião, é simplesmente um puto estúpido e preguiçoso...).

Outro, dizia calmamente que não tinha tempo para a sua actividade extra-curricular, Basketball. Bem, eu quando tinha a idade deles fazia atletismo no Sporting, e como devem imaginar os treinos não eram propriamente pouco frequentes ou curtos. Isso impedia que eu fizesse os trabalhos de casa? Acho que não, e se não os fizesse tenho a certeza que pelo menos conseguia safar-me na aula. (Para mim, este Basketbolista wannabe é simplesmente, mais um puto preguiçoso...).

Quanto aos dois "génios" (Sarcasmo!!) que colocaram a proposta de greve na mesa, uns tais de Eduardo Sá e Mário Cordeiro, será que eles realmente sentiram dificuldades para fazer os trabalhos no seu tempo? Ou então, talvez por defenderem que os putos devem brincar depois das aulas, poupam os seus próprios filhos aos trabalhos de casa e simplesmente resolvem-nos, estando então fartos de eles próprios terem que resolver os TPC...

Vamos a ver uma coisa, a única moral que estes miúdos poderiam ter para falar é se tivessem 100% em todos os testes, o que eu duvido que aconteça.... Quando aos pseudo-especialistas....no comments

quarta-feira, Novembro 17, 2004

Caro Spit, devo dizer que tenho inside information sobre o assunto. Ando a comer uma modelo que trabalha para a Fátima Lopes (a Marisa Cruz) e ela enviou-me por email o protótipo dos próximos fatos de treino da Selecção Nacional.

Novos Fatos de Treino - Fátima Lopes Posted by Hello


O Cristiano Ronaldo vai ficar um pão!!!

terça-feira, Novembro 16, 2004

Segundo notícia avançada pelo jornal Record de hoje, a Fátima Lopes vai desenhar as roupas para a selecção de futebol a partir de 2005.

Para além de já estar a matutar se os equipamentos dos jogadores vão passar a ter decotes (fazendo com que Portugal se torne a selecção fashion, retirando a fama a Itália...) pus-me a pensar se agora eles vão passar a ser considerados efeminados e consequentemente, se vão passar a ter justificação para se atirarem para o chão a queixar...

segunda-feira, Novembro 15, 2004

Sinceramente Spit (cuspo), não te sei responder porque nunca me caíram 5 dentes numa luta dessas. Houve aquela vez que eu andei à pêra com a minha mãe quando cheguei a casa bêbado e perdi 4 dentes, e a outra (também bebâdo) que andei à porrada com um velhinho do Centro Gereátrico Haja Deus e perdi 6 dentes. Nesses dois casos não me lembrava nada do dia a seguir mas... perder exactamente 5 dentes nunca me aconteceu, por isso não faço ideia do que possa acontecer, nem sei onde queres chegar.

Por respeitar e concordar com o comentário ao meu ultimo post (relativamente ao link) corrijo agora a omissão:

http://www.tsf.pt/online/ciencia/interior.asp?id_artigo=TSF155608

No entanto devo explicar que apenas não o partilhei inicialmente porque tenho noção que passado umas semanas o link deixa de funcionar. A Internet é realmente um universo gigante, mas apesar de gigante não deixa de ser limitado. E com esta vos deixo a meditar...

sábado, Novembro 13, 2004

Ah pois é, os cientistas do país das Helgas têm toda a razão!
___
Ó Paco Pepe, nunca te aconteceu, numa noite de bebedeira andares à pêra, partires 5 dentes e não te lembrares de nada no dia a seguir? Se calhar é mesmo por causa dos dentes partidos e não por causa dos efeitos da buja na nossa cabeça!

sexta-feira, Novembro 12, 2004

TSF - CIÊNCIA

• INVESTIGAÇÃO
Perder dentes pode afectar memória
Um estudo sueco hoje apresentado em Estocolmo sugere que um paciente pode perder memória quando o dentista lhe extrai um dente.

«Os dentes têm uma enorme importância para a memória», garante Jan Bergdahl, um dos autores do estudo, que é ao mesmo tempo dentista e professor assistente de psicologia na Universidade de Umeaa, no norte da Suécia.

Neste estudo, que se insere noutro mais vasto sobre a memória, os investigadores seguiram 1.962 pessoas com idades entre os 35 e os 90 anos a partir de 1988, comparando a memória dos que conservaram os dentes com a dos que mandaram pôr dentaduras postiças.

«Quando as pessoas ficam sem dentes, a sua memória é claramente pior do que quando os tinham», garantiu Bergdahl.

Recentes estudos japoneses feitos com ratinhos e macacos já tinham mostrado a ligação entre dentes e memória, mas o estudo sueco é o primeiro em larga escala feito com pessoas.

Falta agora determinar que impacto a extracção de um só dente terá na memória.

«Vamos estudar até quantos dentes pode uma pessoa perder antes que surjam efeitos na memória», afirmou. «Vamos também investigar o impacto das cáries dentárias e dos implantes».

«Testes feitos em animais mostraram que a extracção dos dentes secciona nervos ligados ao cérebro», explicou Bergdahl, sublinhando que o novo estudo poderá conduzir a alterações importantes nos tratamentos dentários dos idosos.


Acho que um "no comments" seria o suficiente para este post ser atrofiadamente engraçado. Mas não consigo evitar ir um pouco mais além.

Há várias questões que me passam pela cabeça neste momento:

1) Será que os meus dentes são todos falsos? Será que já me cairam todos mas entretanto esqueci-me?

2) Será que é possível estes anormais terem sido precipitados na conclusão de que "menos dentes=>menos memória" e que afinal o que se sucede é apenas que "menos dentes=pessoas mais velhas=>menos memória"? (Atenção amigos! Correlação altamente positiva não implica relação causa-efeito!)

3) Ou então, será que a relação causa-efeito é no sentido inverso? (Menos memória=>menos dentes) Ou seja, será que quando uma pessoa fica com Alzheimer lhe caiem os dentes todos? Será que a explicação para isso é que uma pessoa com Alzheimer se esquece sempre de lavar os dentes antes de ir dormir?

4) Será que uma pessoa quando lhe caiem os primeiros dentes entra num ciclo vicioso de "menos dentes=>menos memória=>esquecer de lavar os dentes=>ainda menos dentes" que só termina quando só tiver lingua e gengivas na boca?

terça-feira, Novembro 09, 2004

Aquilo que verdadeiramente me choca nos EUA, para além das mamas da Pamela Anderson e do facto do Arnold Schwarzenegger ser governador da Califórnia, é que a facção rural do país consegue superiorizar-se à facção urbana. Os resultados são dramáticos. Imagine-se que no nosso país o Alentejo, a Beira Interior, Algarve e Trás-os-Montes tinham o mesmo poder. Podiamos vir a ter grandes Presidentes como o Sousa Cintra, Rui Nabeiro, Avelino Ferreira Torres, Odete Santos, Professor Karamba, Zé Maria, ZeZé Camarinha, ou até o grande Tino de Rans...

Pamela Posted by Hello

quinta-feira, Novembro 04, 2004

4 More Years................
____________________
Pois é....aconteceu.... De nada valeu toda a expectativa à volta de uma possível eleição do Kerry; De nada valeram as suspeitas sobre a eleição de 2000; De nada valeu a contestação ao famoso Patriotic Act que retira um direito tão fundamental como a Privacidade aos cidadãos americanos; De nada valeu o aumento brutal das taxas de desemprego de alguns Estados Americanos - inclusivé o Estado-Chave para estas eleições, o Ohio, onde o Bush ganhou -; De nada valeu o facto da situação económica americana ter passado de um superavit orçamental (herdado da Administração Clinton) para um deficit de aproximadamente 400 bilhões de dólares (segundo alguns, o maior de sempre na história americana); De nada valeram as vozes que se ergueram contra a "Guerra Santa contra o Terrorismo" (e os resultados desta....); De nada valeu o facto de os EUA terem simplesmente ignorado a ONU quando foi do ataque ao Iraque..... Ou mesmo de nada vale o facto do Bush ser simplesmente uma besta (Ok... desculpem... foi do momento).
__________________
Os Americanos decidiram que o Bush deveria ser o presidente. Foi renhido? Sim, mas não tanto quanto se esperava, a verdade é que o Bush acabou mesmo por ter tido o maior número de votos de sempre em eleições americanas (neste momento são já 59 milhões, 95 mil e quinhentos e dez).
____________
Acho que nunca prestei tanta atenção a umas eleições, e estas nem sequer foram cá em Portugal, mas a verdade é que estava realmente a "torcer" pelo Kerry, e não posso deixar de escrever sobre a frustração que tive quando vi os primeiros resultados.
_____________
Não é um texto "à atrofio", mas apeteceu-me....

segunda-feira, Novembro 01, 2004


Será que o vosso capitãozito Simão Sabrosa é simplesmente um fã incondicional da rede 91? Posted by Hello

segunda-feira, Outubro 04, 2004

Caros colegas de blog,

Que nós tinhamos graves falhas de sentido de compromisso relativamente a vários aspecto da vida já eu sabia, mas nunca pensei que abandonássemos de forma tão drástica este nosso pequeno projecto, que vimos nascer mas não vimos crescer (ai... tão poético!). A última vez que partilhámos ideias aqui no blog foi em Fevereiro, e para os mais desatentos estamos em Outubro. Ou seja passaram... hmm... deixa ver... eerrr... 1,março...2,abril...3,maio... eerrr... pah... caga nisso, passaram buéda meses.

Sugiro que façamos um pacto no qual cada um de nós TEM que escrever um post por semana, nem que seja 2/3 linhas para partilhar o que vier à cabeça naquele momento. Quem concorda e alinha cmg?

quarta-feira, Fevereiro 25, 2004


E PLURIBUS UNUM

Uma expressão que me deu muito que pensar nas ultimas horas. Isto porque tenho na minha carteira uma moeda dos E.U.A. de 1 dime (my lucky dime), e apesar de a ter há vários meses só hoje reparei num pormenor delicioso: num dos lados está escrito E PLURIBUS UNUM. Isto poderia passar despercebido ou não fosse também o lema que caracteriza o Sport Lisboa e Benfica.

Fui então fazer uma breve pesquisa cibernáutica e descubro que esta frase tem grande importância na história americana, e significa "out of many, one". O que poderá ser traduzido para "entre muitos, um", ou então a minha interpretação de benfiquista apaixonado: "entre muitos, o único". Descobri também que os americanos têm este lema desde 1776 (Revolução Americana) e que pretendia simbolizar a agregação dos vários estados num só. Sabendo que o lema do SLB foi adoptado apenas em 1908, surgem-me duas questões evidentes: 1) que tipo de máquina do tempo é que os americanos usaram para copiar o lema do SLB? 2) como é que eles conseguiram esconder a máquina este tempo todo?

Decidi enviar um e-mail ao Mulder e a Scully a contar os detalhes desta nova conspiração do Governo Norte-Americano, e perguntei-lhes se não estariam interessados em fazer um novo filme dos X-Files sobre o assunto. Espero receber a resposta nos próximos dias.

quinta-feira, Fevereiro 19, 2004

Estava eu ontem calmamente sentado no "trono" a ler o jornal "A Dica da Semana" (Distribuição graituita porta-a-porta pertencente ao Lidl), quando me deparei com uma entrevista à Lili Caneças.

Tendo em conta a interveniente escolhida não estava obviamente à espera que a entrevista fosse sobre política ou cultura. Estaria talvez à espera de coisas banais, mas nunca de algo que ultrapassou todos os níveis possíveis de desinteresse!!! A certa altura a repórter perguntou à Lili Caneças - e passo a citar - "O que é que achou do peeling da Cinha Jardim?"

É oficial meus caros! A opinião da Lili Caneças acerca de um peeling a outra pessoa tornou-se assunto de interesse nacional.

Ponto nº 1 - Não faço a mínima ideia do que é concretamente um peeling, mas suponho que seja esticar as peles da cara uma vez que a própria Lili já fez um...

Ponto nº2 - Não me interessa rigorosamente nada saber o que é um peeling e o que a Lili Caneças acha disso;

Ponto nº3 - Existem mesmo clientes do Lidl que se interessem por peelings ou que saibam o que isso é?

Apeteceu-me desabafar sobre o assunto....

segunda-feira, Fevereiro 16, 2004

Não vou entrar na vossa discussão sobre Guns e Lauryn mas, aproveitando a vossa dica vou escrever um pouco sobre um evento em que os Guns estarão presentes, o Rock in Rio. Hoje, ao visitar a página oficial do evento (hosted in: http://rockinrio-lisboa.sapo.pt) tive duas surpresas:

1º o número de bandas confirmadas é bem superior ao que eu estava à espera, para além das que eu já sabia estão também confirmados alguns artistas de renome como por exemplo Peter Gabriel, Ben Harper, Evanescence (sim... devemos ser só nós quem não gosta :| ), Incubus, Sepultura e Sugababes.

2º De entre os artistas que vão actuar no dia 29 de Maio (Peter Gabriel, Gilberto Gil, Rui Veloso e Ben Harper), o cabeça de cartaz é o.... Peter Gabriel. Confesso não conhecer muito bem a obra dele, conheço o Sledgehammer e pouco mais. Sei que fez parte dos Genesis, mas nunca me pareceu ter um tipo de sucesso incomensurável como cantor a solo. Obviamente ele irá interpretar várias músicas dos Genesis para além das que compôs a solo, no entanto não sei até que ponto será apropriada a presença dele e do Ben no mesmo dia.

Está bem que o Rock in Rio é acima de tudo um espectáculo de World Music, mas quem for ao recinto vai ter que pagar um bilhete que não deve ser propriamente barato. A questão é até que que ponto é que as pessoas que forem lá com o objectivo de ver o concerto do Ben Harper se vão interessar pelo concerto do Peter e vice-versa? Terá sido a selecção de bandas por dias a mais inteligente?

É claro que isso não vai fazer com que o primeiro dia de concertos seja uma fraude, antes pelo contrário, são nomes que irão certamente levar muita, mas mesmo muita gente ao recinto.
Não ponho em causa que o Rock in Rio vá ser um dos maiores sucessos que algum evento tenha tido em Portugal. É com muita pena que sei que não vou poder ir a nenhum dos dias de concertos. A minha época de exames começa precisamente a... 29 de Maio. Mas, paciência, vou vendo os resumos diários que algum canal (provavelmente SIC Radical) irá fazer.

Uma última nota, no dia 30 de Maio, na tenda raízes irá actuar Angelique Kidjo, do Benin. Nunca ouvi nenhuma música da sua autoria mas segundo rezam as crónicas é absolutamente sensacional.
Aparentemente ela mistura géneros musicais como ninguém, tem influências de estilos completamente distintos, e parece que quem gostou do projecto 1 Giant Leap irá adorar o seu concerto. (Análise baseada nas palavras do Spittelau Senior). Durante esta semana vou-me informar melhor e eventualmente irei escreverei mais qualquer coisa sobre ela.

quarta-feira, Fevereiro 11, 2004

Realmente... atribuir um grammy de melhor canção ao Luther Vandross por causa daquela balada de fazer amor no rabo é no minimo ridiculo. Concordo ctg turkish, parece que estamos a regressar aos finais dos anos 80. Ao que isto está a chegar. Qualquer dia aparecem gajos a dizer que Guns 'n' Roses têm os melhores albuns algumas vez feitos, e que são a melhor banda de sempre. Disparates... Mas temos que ser compreensivos, estes rapazes não sabem do que falam.

Por acaso os Guns já mereciam um desses grammys de piedade chamados life achievement awards. Sabes, por terem influenciados tantos jovens adolescentes naquela época degradante e vazia da musica. Claro que tu dirás "mas Paco, os Bon Jovi tb influenciaram milhões de jovens adolescentes... eles não merecem tb?!?". Ao que eu respondo "sim, mas um de cada vez. Primeiro os Guns, e no ano seguinte os Bon Jovi."

Quanto à tua mão direita, compreendo a tua posição actual pq nos próximos tempos ela vai-te ser mto util. Mas deixa-me criticar o teu cinismo e a tua hipocrisia, porque qdo ela não fazia falta não a vinhas defender para a praça pública.

terça-feira, Fevereiro 10, 2004

Estava agora mesmo sentado no sofá, a ler a minha enciclopédia do Rock, quando uma questão atravessou a minha frágil e vulnerável mente... Como é que seria possível retribuir à nossa mão direita (ou esquerda no caso dos canhotos) todo o prazer que ela nos tem proporcionado ao longo dos anos? A inequidade até nos nossos próprios corpos se faz sentir. Pensem sobre isso...

Há coisas que eu não compreendo...Ver a lista de premiados da recente entrega dos Grammy's e ter ouvido uma série de recentes notícias ligadas ao meio musical fez-me pensar que algo de muito errado se passa nesta indústria...

Começando pelos Grammy's... como é que é possível o Luther Vandross ter ganho o prémio de melhor canção? NÃO ESTAMOS EM 1987!!! O panorama musical alterou-se ligeiramente... Eu não tenho nada contra esse artista, mas parece-me claro que este prémio foi uma esmola, tendo em conta o recente ataque cardíaco que o mesmo sofreu ha alguns meses. É para este tipo de acontecimento que existem os galardões (da treta) como os "Life Achievement Awards"... Realmente o homem passou por uma fase chata, mas também o Vítor Manuel a estar a passar e duvido que isso o venha fazer ganhar o prémio da France Football de melhor treinador do ano...

Outra curiosidade...o facto da Cristina Aguilera ter ganho o prémio de melhor intérprete de pop feminina. Realmente, confirma-se uma coisa: Mostrar compulsivamente os seios, lutar semi-nua na lama e simular ter vontade de fazer amor com qualquer coisa que se mexa, dá os seus frutos...Que nojo!

(A ter em conta: Eu sou um grande apreciador da Cristina Aguilera como objecto sexual... como artista é que não a suporto!)

Por último, li recentemente que a Janet Jackson está a considerar compor um tema sobre o recente incidente ocorrido no intervalo do superbowl... Que estranho! Não só se confirma que foi tudo uma jogada de Marketing, como se comprova que funciona! Há quanto tempo é que não se ouvia falar na Janet Jackson diariamente? Se eu conseguir entrar nas instalações da TVI, mostrar o meu narso à Manuela Moura Guedes e gritar "Carlos Cruz é Comuna!" talvez venha a ser famoso... pelo sim pelo não, estejam atentos ao telejornal de hoje...

Com esta me retiro...

Pepe Pausaaaas..... A arte do atrofio reside na espontaneidade e não no planeamento. Tem de ser um pequeno capricho que nos possa fazer questionar a sua existência/ocorrência. Não atrofiemos com temas propostos.
Apesar de tudo, os temas são no mímino curiosos, pelo que suscitam reflexão e ponderação na sua análise.

domingo, Fevereiro 08, 2004

Rapazes, ja chega de urinóis, fazer o amor e prostituição (nota: vi umas dessas meninas quando fui ali a tasca ver a bola, e Spittelau, garanto-te que os standards de qualidade são inexistentes). Anyway, vou colocar 3 tópicos na mesa e vocês votam sobre o querem atrofiar:

a) Miseducation of Lauryn Hill v.s. QQ album dos Guns 'n' Roses (NNNÃÃOOO!!!!!!)
b) Se desde a formação do universo até ao dia de hoje fosse 1 ano, o ser humano só existiria no equivalente aos últimos 10 segundos desse ano. No meio disto, o que somos nós? (Carl Sagan).
c) Pormenores do filme Big Fish do Tim Burton.

Queria apenas terminar deixando uma palavra de apreço ao an_honimo que nos previligiou com interessantes comentários relativos ao debate urinário. Alguns dos seus argumentos permitiram-me adquirir uma visão multi-angular do urinol, e podem quiçá provocar uma mutação na minha atitude perante tal brilhante monumento arquitectónico. Em paralelo, tirei uns minutos para pensar no facto de existirem gajos que passam anos e anos a tirar um curso de arquitectura para poder desenhar um receptor da nossa urina. Bem hajam!

Claro, meu caro ze_turkish, porém tal como o urinol, a namorada pode desempenhar o serviço, daí a minha resposta.

Caro Spiettelau... A questão que eu pus foi se o fornecimento de sexo (da parte duma namorada) podia ser considerado um serviço e não se a namorada em si, o poderia ser. Daí, deixá-la cair em cima do pé, de quem quer que seja, seria um teste não só doloroso como irrelevante.

Bem.... de acordo com a definição da OMC que o Paco Pepe escreveu abaixo, não será um serviço, uma vez que tu podes deixar cair a namorada no teu próprio pé. Além disso, sendo tua namorada ela está a fazer-te um favor e não um serviço. Estará, aliás, a fazer um favor a ela própria uma vez que ao "fazer o amor" está a contribuir para o bem estar da relação. Sendo assim, se ela não quer, então não quer! Ponto final na questão e tu só podes cruzar os braços e esperar (ou procurar substitutos perfeitos mas isso não é eticamente correcto).
Para mim a questão pertinente vem com as prostitutas. Isto é, elas como seres humanos também têm dores de cabeça e o período, mas será que apesar disso elas deixam de prestar o serviço? É que se deixarem, perderão o seu "salário", e se não deixarem estarão a menosprezar a qualidade perdendo então capacidade de fidelizar clientes. Isto leva-me a pensar se existirão standards de qualidade nessa tão ancestral actividade...

Há quem diga que sexo também é uma necessidade fisiológica. Ao fazer "o amor" com uma namorada, estará ela a prestar-me um serviço? E se ela estiver com dores de cabeça ou com o período... deverei colar-lhe uma etiqueta na testa a dizer "FORA DE SERVIÇO"? Agora estou confuso...

Os seres humanos têm diversas necessidades que têm de ser satisfeitas, entre elas aquelas que nós chamamos fisiológicas. De acordo com Maslow, as necessidades fisiológicas constituem a sobrevivência do indivíduo e a preservação da espécie. Conhecem alguém que consiga sobreviver sem urinar? Eu não, mas confesso que não é uma coisa que eu tenha o hábito de perguntar ás pessoas... Mas baseado nas noções que eu tenho da realidade, diria que urinar é uma necessidade fisiológica que tem de ser satisfeita, daí poder afirmar com convicção que um urinol desempenha um serviço, que é facilitar a satisfação dessa mesma necessidade. Digo "facilitar" porque existem formas alternativas de satisfazer essa necessidade, entre elas, urinar na rua, no elevador ou mesmo no canteiro da entrada do prédio do Paco Pepe Pausas Jr. Por isso mesmo, o urinol não só desempenha um serviço, como permite-nos ser melhores pessoas... Vou reflectir um bocado sobre este assunto...

sábado, Fevereiro 07, 2004

Quer dizer... não só chegas atrasado, como ainda interrompes a minha conversa com o Spittelau. Espero que as tuas próximas intervenções sejam de melhor qualidade. Depois lê o que ficou para trás e partilha os teus pensamentos.

Sábado, Fevereiro 07, 2004
Is everybody in? The ceremony is about to begin...zE_tUrKiSh has entered the blog! Aviso já que nem todo o conteudo deste blog irá ser aquilo vulgarmente denominado como "politicamente correcto", por isso pedimos já desculpa aquelas mentes mais frágeis e conservadoras. Pensem nisto como um alargamento de horizontes, um desfasamento consciente da realidade, ou mesmo como uma alucinação constante...

Sábado, Fevereiro 07, 2004
Colocaste uma questão bastante pertinente caro Spittelau. Realmente é algo polémico considerar que um urinol desempenha um serviço.

Para aprofundar a discussão julgo ser importante definir o que é um serviço. A Organização Mundial do Comércio define um serviço como "qualquer coisa que não podemos deixar cair no nosso pé" (Não acreditam?! É verdade!). Ora um urinol pode claramente cair no nosso pé, e até fazer algum dói-dói. Basta estar mal preso à parede.

Outras definições que se aprendem em cadeiras de gestão especificam um serviço como algo de intangível, abstracto e que não pode ser acumulado em stocks. Mais uma vez está em contradição com os urinóis (urinoles?), claramente tangíveis, concretos e que enchem armazéns.

Neste momento uma pessoa com um intelecto minimamente razoável dirá: "Ó Paco, mas tu apenas provaste que um urinol não é um serviço. Não provaste que um urinol não DESEMPENHA um serviço". Ao que eu responderia: "Bem visto, nesse caso vou ter que reformular toda a minha argumentação. Mas como devem imaginar não vou apagar a merda que já escrevi porque deu algum trabalho."

Então vamos lá ver, que serviço poderá desempenhar um urinol? O mais óbvio será a recepção de urina e consequente transporte ao esgotos municipais. Por vezes tem a abilidade adicional de se poder fazer descansar um copo de cerveja enquanto o utilizador executa o acto de urinar. Por vezes o urinol executa automáticamente a função de autoclismo (don't worry, those are the right letters). O que me leva a pensar num pormenor paradoxal, visto que a palavra autoclismo inclui sempre o prefixo "auto", mas na grande maioria das vezes é manual.

Mas serão isto serviços? Eu diria que não. Um serviço seria o urinol ter um braço mecânico que abanava a pila para fazer cair os pingos urinários residuais. Ou então ter uma boca robótica carnuda que fazia amor oral. Não me parece que o simples facto de receber urina seja um serviço, até porque à boa maneira portuguesa, mijar pode-se fazer em qualquer sitio - basta ter vontade.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?